22 de dezembro de 2010

Foge tudo o que nos é mais querido. Um belo dia de sol é capaz de se tornar numa tempestade tumultuosa. Somos nós que marcamos a nossa vida, e isso, isso é cada vez mais perceptível. Todos os dias falecem dezenas de pessoas, mas só dói quando cai sobre nós. Ai recordamos o defunte, desejamos poder voltar atrás, desejamos voltar ao passado e revivê-lo uma vez mais. A ideia de que todo o mal acontece aos outros é errónia, mas todos nós vivemos nesse mundo isolado, esquecendo que o perigo está presente em todas as simples idas ao supermercado, para o emprego, para actividades de lazer. O perigo vive dentro de nós, e não existe forma de o afugentar.

18 de dezembro de 2010

"Tem-se o costume de querer tirar da cabeça aquilo que está no coração"
(autor desconhecido)

15 de outubro de 2010

Não importa se perto se longe. A verdade é que todos os dias se recebem provas de que a vida é efémera.
Como é usual dizer, Eterna Saudade.

6 de setembro de 2010

15 de agosto de 2010

"Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com os nossos pensamentos. Com os nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo. "

Buda

15 de julho de 2010

Candidatura Online finalmente apresentada.

1º - Cardiopneumologia
2º- Biotecnologia
3º- Farmácia
4º- Enfermagem
5º- Medicina Nuclear
6º- Análises clínicas e de saúde pública

Resta esperar por Setembro e desejar a todos os futuros caloiros boa sorte :)

13 de julho de 2010

Medicina Nuclear vs. Biotecnologia

Licenciatura em Biotecnologia, pela Escola Superior Agrária de Coimbra
A Biotecnologia é um campo do saber de natureza multidisciplinar que engloba conhecimentos variados com principal ênfase na Química, na Biologia e Microbiologia e na Genética Molecular.

Licenciatura em Medicina Nuclear, pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
O profissional de Medicina Nuclear actua integrado numa equipa multidisciplinar, desenvolvendo acções nas áreas da Radiofarmácia, Medicina Nuclear Convencional, Tomografia de Emissões de Positrões, Hematologia Nuclear, Doseamentos de Radioimunoensaios e Osteodensiometria.

E agora?

4 de julho de 2010

Todos estão longe quando precisamos de um ombro reconfortante. Sinto-me novamente a beira de um precipício, à beira de uma histeria incontrolável por sentir a falta de alguém. Alguém que estava sempre disponível e que reconfortava. Sim, tenho imensa gente que me adora, que me ama ao meu redor, disponibilizando a sua ajuda sem nunca cessar. Mas não me chega. Sinto-me a querer mais e a gritar por mais. Chegou a altura de decidir o futuro. Aquilo que vou ser e aquilo que não vou ser. Vou continuar a ser forte e a lutar. Não me resta mais nada a não ser esperar.

25 de junho de 2010

24 de junho de 2010

17 de junho de 2010

" Há uma sacralidade nas lágrimas. Não são um símbolo de fraqueza, mas de poder"

(Whashington Irving)

16 de junho de 2010

"Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que fez tua rosa tão importante."

Antoine de St. Exupery - O princepezinho

22 de maio de 2010

Luisa

Tens de ser forte. Tu superas. A dor acaba por passar. Ela vai estar sempre contigo.

Já lá vai algum tempo, e certo é que todos os dias te levo uma flor, que todos os dias te continuo a pedir conselhos, que todos os dias deixo cair uma lágrima que reflecte dor, que reflecte saudade. Não é a chuva nem o vento as causas das lágrimas que correm pela minha cara abaixo, mas sim o espaço vazio que deixaste naquela casa, que deixaste nos nossos corações. Viste-me crescer, deixaste-me cair e ensinaste-me a levantar. Ensinaste-me a pintar e a somar. Ensinaste-me a chorar e a amar. Deste-me enormes abraços, mil beijos por cada sesta, por cada regresso a casa, por cada chegada. Mas acima de tudo, soubeste ser a mãe de que eu sentia falta, soubeste ser a única pessoa que me ouvia, até ao mais íntimo pormenor, sem nunca me julgares, sem nunca me deixares sem uma palavra sincera.

Agora, deixaste-me quando eu mais precisei de ti. Vejo-me obrigada a procurar um cemitério para estar junto a ti, para gritar tudo o que me destrói. Não me podias ter deixado, nem agora nem nunca. Todas as tuas promessas, todos os teus incentivos, todas as tuas palavras ainda ferem sempre que as recordo, sempre que vejo tudo de ti em mim.

Prometi-te completar o meu curso, prometi-te ser feliz ao lado dos que amo e prometo-te ainda que não vou quebrar nenhuma das nossas promessas porque sei que mesmo que não estejas fisicamente comigo também não as vais quebrar. Vou te continuar a chamar mãe e vou sempre, sempre continuar a agradecer todos os valores com que me educaste e todo o amor com que me criaste.


(A diferença entre esta senhora e a minha mãe biológica é que a primeira não me carregou no ventre)

21 de maio de 2010

Julga

Com o passar do tempo todos nós vamos sendo influenciados, por muito que o neguemos, por muito que tentemos evitar . Os sentimentos por tudo o que nos rodeia mudam sem nos apercebermos . Começamos a ver tudo de uma maneira diferente, temos incertezas, perde-se confiança e já nada volta ao que era . Sente-se saudade de todos os momentos , apesar de certa forma, estarmos bem com o presente e não querermos voltar atrás . Vamos errando, vamos crescendo . Vão-se perdendo amizades que muitas vezes se juraram serem eternas e vão-se conhecendo novas pessoas voltando a fazer estas promessas eternas . Todos sabemos que amizade não é só confiança , é preciso também saber admitir erros, ser forte para poder ouvir e ver coisas nunca antes imaginadas , ter humildade i acima de tudo deixar todo o orgulho de lado sem nunca ter medo para dizer o que se sente . Todos nós erramos, ninguém é excepção . Mas sempre que vemos alguém errar, a primeira coisa que fazemos é julgar . Julgamos erros que também nós já cometemos i que continuamos a cometer , erros nos quais também podemos tropeçar . A vida traz-nos sempre dilemas que nos deixam entre a espada i a parede , não podemos fugir a toda a controvérsia que esta nos traz .

20 de maio de 2010

Não

Não respires, o ar não é inocente. Quantas vidas foram roubadas, quantas crianças choraram. Não caminhes. o chão não é seguro. Quantas vidas foram roubadas, quantas casas foram estilhaçadas. O Homem não é inocente. Vingança, inveja, luxúria, desejo de sangue. Quantas vidas foram sacrificadas, quantas famílias foram e são desmembradas. A cada segundo, a cada minuto, a vida é oferecida assim como é roubada. Entre o cheiro a carne queimada, entre sangue inocente, são os autos-de-fé do nosso século, são a ambição e a ganância do Homem que supera, sem rédeas, este desejo de sangue. É suficiente. Diz não. Sê mestre das tuas atitudes, sê detentor da tua própria vida.

Não faças aos outros o que não gostavas que te fizessem a ti.

13 de maio de 2010

Sigo

Dispo-me da saudade e inspiro tanto ar quanto os meus pulmões permitem, deixo o sol entrar em mim e volto a ser eu. Dispo-me das personagens do dia-a-dia, mudo o foco de luz e centro-o em todas as aspirações futuras. Desejo e forcejo por as alcançar.

Novos sorrisos nascem em mim, os meus olhos já não estão cansados. Brilham.

Recuperei as rédeas deste cavalo e sigo para norte. E esta mudança de emoções está patente nas poucas palavras que me restam. Ambiciono os gestos, acabaram-se as palavras.

12 de maio de 2010

A sós

Quando pensas que derrubaste todos os grandes obstáculos, Tudo cai à tua volta .

Num dia, vês a tua vida a ficar reduzida aos gestos mais simples, em horas apercebes-te de que não há nada a fazer, em minutos tentas reparar todo o teu castelo, em segundos aprendes a dar valor a tudo o que sempre desprezaste.

Agora, vês-te sozinha, vês-te a gritar, a perder forças, a pedir ajuda . Deixas o orgulho de lado evences alguns medos, mas Estás drogada e limitada .

Sofres, choras com o sofrimento, perdes os sentidos por culpa das forças que desperdiçaste em chorar , quando as devias ter utilizado para recuperar . Não sabias que ia acontecer, mas aconteceu . Agora, apenas o tempo pode sarar todas as feridas, essencialmente, as feridas que rasgaram o teu coração .

11 de maio de 2010

É um jogo

Grita. Solta a mágoa que vai em ti, liberta o choro do teu coração. Grita. Não te deixes mergulhar na mentira, não te deixes levar pela solidão. Se julgas que tudo tem uma explicação, procura a tua razão. Não dramatizes mais. És humano, tens vida. Não a desperdices.Aproveita cada gesto, aproveita cada toque. Aproveita cada sorriso, Aproveita cada abraço. Não fazes ideia dos que davam tudo para ter isso.O arco-íris é uma ilusão, mas tens de aprender que a vida não é ficção.

Cria as tuas regras, Cria o teu próprio jogo.

Ninguém é merecedor da vida, a vida é nos oferecida. Não julgues cada sombra, não avalies os outros à tua semelhança. Cada qual é como é, cada qual no seu canto.

Hoje chove? Molha-te. Amanhã estará sol? Queima-te. Não cries um mundo à tua semelhança, não sigas o protocolo dos que insistem viver a tua vida para ta roubarem. Deixa andar, mas segue em direcção ao futuro, procura um destino de ouro, um amor duradouro.

Tudo tem um razão de ser.

10 de maio de 2010

Quanto mais

Já sentiste a desilusão a despedaçar-te o coração? Quantas vezes pensaste que a vida é uma desilusão? Quantas vezes choraste sem razão? Quantas vezes disseste aos que te abrem a porta, mesmo quando está frio, que os amas e que queres o seu perdão? Quantas vezes de arrependeste de não ter dito a palavra certa , no momento certo, com medo de ouvir um ' não'? Quantas vezes te arrependeste de não ter arriscado com medo de não haver salvação? Há tantas atitudes sem perdão que, se tivessem vindo mais cedo e com sinceridade, deixariam de ser uma desilusão .

Amigos são muitos aqueles que nos dão uma palavra de apoio.
Amigos são poucos aqueles que choram connosco.
Amigos são raros aqueles que nos abrem a porta quando está frio .
Ainda pairam por aí verdadeiras amizades.

Tenho muito para aprender, mas vou começar a andar, e não a correr.

9 de maio de 2010

Não sou

Transforma os meus pecados em aves sinuosas que cantam para recordar os voos do mundo e da sua triste memória. Jura que não sou só mais uma aventura... Já não saberia viver sem ti. Desaprendi a respirar desde que me beijaste. Fotografei cada sorriso teu sem saberes, não me deixes mal. Roubei-te milhas de uma vida e, mesmo assim, não me mataste. E eu controlo-me tanto quanto me é possível.

Todos os outros falam perífrases, banalidades. A nós, no entanto, as palavras não nos conhecem.

8 de maio de 2010

A nossa dor

Até que o Sol deixe de brilhar
Até que as Gaivotas deixem de voar
Até a Verdade o deixe de ser, e
Até que a nossa Estrela deixe de arder

Já tanto eu te abracei
Já tanto eu te puxei
Por todas as nossas lagrimas caidas, causadas
Pelo desejo de visitas infinitas.

Para cada lágrima vertida
Sempre arranjaste uma saida
Por cada sorriso fingido
Sempre me mostraste o verdadeiro sentido


Estas não são simples palavras
São acima de tudo palavras amadas
É apenas uma ponte construída
Assente nas nossas vidas.


'Se a tua dor te aflige, Tranforma-a num poema'

7 de maio de 2010

Original sem igual

Deixa-me olhar, quero relembrar

Todos os gestos prometidos, todos os abraços pedidos.

És um gesto que me faz tremer

És mais que estrela, és luz que guia.

És sorriso pelo qual me apaixonei

És fonte de magia, és estrada que ensina .

És um Mundo só meu e cada dia que acordo sei que és mais, és muito mais. Quero que tudo o que há dentro de ti para sempre seja meu. Ensina-me a sorrir, a abraçar de novo a vida . Com todas as palavras, farei fogo para sempre, reinventarei-me mais uma vez..

Traz-me o Sol, o Mar . Traz-me o Luar e o Amar . Traz-me música, lápis e papel. Traz-me de novo a essência da tua pele . Preserva o meu sorriso, Preserva o nosso coração. Amor (L)

6 de maio de 2010

Conduz-me à perfeição

Faz frio… O meu coração vai aquecendo ao lembrar os degraus que subi, os patamares que alcancei, os trambolhões que dei. Curiosamente, a cada ferida lambi o sangue, a cada nódoa negra espalhei a pomada, a cada queda ergui-me novamente. Não sei onde me agarrei, nem de que muleta me servi, só sei que encontrei energia para olhar em frente e continuar a subir.

Não te negues mais. Não cries o teu próprio mundo só porque julgas que vais ser infeliz .


Observa o que te rodeia, olha o mundo lá fora. Salva-te, salva-me. Protege-te, protege-me. Não te negues mais, não me deixes só. Não quero ficar aqui sozinha , neste mundo tão cruel Sabes que dói, sabes que choro quando não estás. O teu sorriso mostra-me a tua felicidade, o teu sorriso traz-me felicidade. Confias, acreditas, compreendes-me, ajudas-me, fazes tudo por mim. Nunca pensei dizer que nao vivo sem ti, até porque nunca fomos cúmplices , nunca concordámos com tantas coisas.. e agora? Agora não passo um dia sem te dizer que gosto muito de ti , que sem te ter nada seria igual .

'O amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição '

5 de maio de 2010

Conquista-te

O peso do corpo pode ser leve, forte ou pesado. Leve quando nos esquecemos de pisar o chão, forte quando vencemos a gravidade e pesado quando abandonamos tudo.

Agarra e larga qualquer coisa que não existe. Luta contigo em câmara lenta. Congela a música zangada no silêncio, tapa os ouvidos e ouve-a dentro de ti.

Sente-te assustador. Arranha, empurra, risca, corta, estrangula o espaço com o teu corpo em múltiplas direcções. Vive cada momento, sente-o à flor da pele.

Tudo precisa de tempo, de um tempo secreto. Vive cada momento, sente os riscos, a emoção à flor da pele. Entrega-te, deixa-te prender.

Senta-te, Sente-te leve.

Deita-te, Sente-te leve.

Tudo flutua, tudo venceu a gravidade. Fecha os olhos e pensa no que te faz sentir bem. Sente como esse pensamento chega aos lábios, sente um sorriso em toda a cara. Agora acendes com um sorriso uma luz. Abre os olhos e enfrenta a luz. Fecha os olhos e pensa no que te faz sentir bem.

É um desejo que Não se confessa.

Conquista-te a Ti próprio.

4 de maio de 2010

este é o meu Mundo


Um simples sorriso vai mentindo à dor, pois há sempre um poço onde todos os sonhos podem cair. Sempre tentei controlar tudo, até perceber que estava a perder o mais importante. Preciso de ti . preciso de ti porque gosto de ti, e não , gosto de ti porque preciso de ti. Agora és tu. És tu aquele que está sempre presente, aquele que me dá sempre a mão sem pedir nenhuma explicação, que me mostra a luz no meio da escuridão.

Leva-me ao passado, leva-me ao futuro, quero-te apresentar todo o meu mundo.

Tanta vez senti que tudo aquilo que fazia era apenas uma gota de água no mar , e foste tu, tu, que me ensinaste que o mar seria menor se lhe faltasse a minha gota. Costuma-se dizer que a verdadeira afeição na ausência se prova, mas tens mostrado mais que isso. Mostras que uma pedra pode ser um diamante aos nossos olhos, que se deve procurar construir pontes , nunca paredes. Mostraste-me que os pássaros também sobem contra o vento, e não a favor do vento como tantas vezes se julga. Mas acima de tudo, tens ensinado que quando se procura o cimo da montanha, não se dá importância às pedras que estão no caminho.

Quero plural, quero presente, quero futuro.
[J]